Curiosidades sobre a América e os Americanos

Patrícia Rosado

12 Dezembro 2018

Sem comentários

Casa Blog

Curiosidades sobre a América e os Americanos

Curiosidades sobre a América e os Americanos

Quando viajas um mês nos Estados Unidos e atravessas 10 estados há coisas que descobres sobre a América e os americanos que tornam a experiência ainda mais enriquecedora. Estes foram alguns aspetos que fomos descobrindo e que achámos curiosos.

 

1 – Gorjetas. Talvez já saibas mas continua a ter aspetos curiosos. Em alguns estados a gorjeta é obrigatória, ou seja, estás a pagar uma percentagem da tua conta à pessoa que te está a servir. Geralmente é o dobro do valor do imposto (ronda os 20%). Normalmente os ordenados dos empregados de mesa são mais baixos que o ordenado mínimo daí ter sido adoptada esta medida. Contudo, determinados estados já aboliram a mesma pois tornou-se controversa. Muitas vezes os empregados de mesa chegavam a ganhar mais que o chefe de cozinha. Por exemplo em Chicago já não encontramos esta obrigatoriedade, e podemos dar ou não gorjeta. De qualquer modo fiquem atentos ao talão, se houver gorjeta obrigatória vão ter várias opções (em percentagens) dos valores que poderão dar.

 

2 – Copos de água com gelo. Continuando na restauração. Nos vários estados que passamos e quando comemos fora (não foram assim tantas vezes), a primeira coisa que traziam para a mesa (de forma gratuita) eram dois copos de água, sempre com gelo (mesmo quando faziam -4º na rua). Portanto, acabávamos por não pedir bebida para acompanhar a refeição e já sobrava dinheiro para a gorjeta.

 

3 – Espanhol. Se não falas bem Inglês e safas-te no Espanhol estarás à vontade em 80% dos locais relacionados com serviços (hotéis e motéis, restaurantes, diners, supermercados, bombas de gasolina e até em recepções de locais turísticos). O Espanhol é a segunda língua mais falada nos estados unidos e é aliás a língua oficial em três estados, um deles Novo México, onde também estivemos.

 

4 – Continuando com o espanhol. Não sei se já repararam mas, quase todos os nomes de cidades no estado da Califórnia são em espanhol: Los Angeles, San Francisco, San Diego, Sacramento, entre tantas outras. Apesar de a língua oficial da Califórnia ser o inglês penso que ouvimos mais espanhol por lá que inglês. Isto porque a Califórnia é um estado dos Estados Unidos apenas desde 1885, até lá pertencia ao México, as cidades já tinham os seus nomes e assim continuaram.

 

5 – Matrículas. No Brasil podem inventar nomes para os filhos, na América podem inventar nomes para os carros. Vimos vários, e dos mais estranhos que possam imaginar: Sushi Ok, 3 Suns, DJ, IamSofia. Ainda podem variar as cores e usar símbolos (tipo corações).

 

6 – Condução. Em semáforos, se estiver vermelho mas quiseres virar à direita, podes (quase sempre) avançar, desde que garantas a tua segurança e dos outros condutores. Sobre os stops: os Stops são mesmo para parar, se não o fizeres vais irritar os outros condutores. Por exemplo, num cruzamento com 4 stops: chegas ao stop e páras e aguardas a tua vez (por ordem de chegada ao stop) para poderes avançar. E assim, civilizadamente o trânsito escoa. De referir que eles são civilizados a conduzir.

 

7 – Pessoas de idade a trabalhar. Não exploramos o assunto mas a verdade é que se encontram pessoas (garantidamente com mais de 70 anos) a continuar a trabalhar.

 

8 – Refrigerantes. É mesmo verdade e abusivo. Por vezes as 9h da manhã já estão com o seu copo de refrigerante na mão. E não é um copo XL dos nossos (0,5 L), são certamente copos de litro.

 

10 – King Sizes. Tudo o que é refrigerantes, batatas fritas, chocolates, bolachas podes encontrar no tamanho King Size. É absurdo. Só justifica a procura. Consequentemente quase todos os motéis têm camas king size, agora já percebemos porquê.

 

11 – Café. Se queres parecer americano bebe café americano. Nas cidades mais frias não há americano que não ande com o seu café na mão. E acreditem, ajuda a aquecer por dentro e por fora.

 

12- XING PED. Durante umas boas semanas andamos a questionarmo-nos sobre estas duas palavras que aparecem frequentemente escritas na estrada. Percebemos que estava relacionada com a passadeira, mas não percebíamos o que raio era XING. Até que perguntei a um americano, e a resposta é simples. O X de Xing significa Cross, ou seja Crossing Pedestrian. Portanto é habitual encontrar frases como School Xing Ped ou Slow Xing Ped.

 

13 – Advogados. Lembram-se provavelmente da famosa série Breaking Bad e do advogado Saúl e os seus cartazes ridículos e anúncios de televisão exagerados. Bom, é mesmo verdade e funciona assim. É comum ver outdoors enormes com anúncios de advogados (e dos mais incrível que possam imaginar) e anúncios de tv. Um dos que nos lembramos: Hurt? Call Bert.

 

14 – Rádio e Televisão. Neste aspecto bem mais inteligentes que nós, embora eles tenham um país muito grande e, de facto só assim faça sentido. Todos os canais de tv e rádio está adaptados ao estado onde estão. Ou seja, toda a publicidade, noticias, previsões meteorológicas são de acordo com o estado em questão, apesar dos canais serem os mesmos. Já chateia na cidade da Guarda levar com o trânsito que está em Lisboa.

 

15 – Construção. As casas e quase todos os edifícios são de madeira, ou melhor contraplacado. Mesmo aquelas típicas do ‘sonho americano’ não passam de casas de madeira. Mas é cultural, todas as casas são assim. E quando perguntamos porquê? Bom, encolhem os ombros. Porque sim. Até porque os preços são igualmente caros. Portanto, não estranhem que os furacões lhes levem os telhados.

 

Nada como viajar uns largos dias para poderes entrar mais na cultura de um país. Viajar é isso. Encontrar diferenças, alguns choques culturais por vezes, conhecer a cultura e os hábitos das pessoas que vivem nesse país.

 

Até já,

Patrícia

 

Tags :